Follow by Email

Translate

sábado, 2 de julho de 2011

Olá Anônimo,
Obrigado pelo comentário e pela oportunidade de esclarecer mais.
Em ciência bem como no resto da vida é bom ter prudência e vê-se que vc não tem prudência nem ciência. Como vc sozinho não entende o que tá escrito, vc precisa de uma ajuda especial e é isso o que vou fazer. Eu NÃO disse que o Molion falou em fim do mundo! Sou eu quem diz que ele “sabe” quando e como vai ser o fim do mundo, isso vc não entendeu, uma coisa tão simples...
Como vc não leu meu blog inteiro nem meu outro artigo indicado (em inglês) para vc conhecer mais, assim vc não adquiriu prudência (já que esta não deve ser virtude sua) no assunto para vc não sair arrotando por aí. Vc não viu e não entendeu, por exemplo, o tanto de erros absurdos e elementares que mostro que os empíricos cometem, incluindo o Molion, que dependem exclusivamente de dados experimentais. Esses empíricos apenas e tão somente pegam dados anteriores (muitas vezes apenas suposições, como no caso das temperaturas do gelo ancestral onde só o gelo é ancestral, as respectivas temperaturas não são ancestrais) e suas variações e apesar de tantas incertezas supõem que os mesmos “dados” vão se repetir no futuro identicamente e com data e hora marcadas e foi isso o que o Molion fez e que vc chama de “mostrar dados”. Ele quer adivinhar o futuro, assim como fazem aqueles a quem ele se contrapõe, mas adivinhação não é ciência. Ridículo!!! Esse tipo de coisas não tem condições nem capacidade nem ciência de comprovar que o Homem interfere nem que ele não interfere no clima. Por coisas assim é que a população, incluindo vc e os próprios meteorologistas ficam na maior confusão sem saberem por onde ir.
Não, nós não controlamos a temperatura nem o clima, mas podemos sim interferir no clima e, como conseqüência, em alguma temperatura atmosférica, mas NÃO é do jeito que todos eles dizem, com Molion ou sem Molion. Além disso, sempre tenho dito que as alterações são mais locais ou regionais do que globais, por isso não existe um aquecimento que seja global. Vc tb leu mas não enxergou que eu disse que prefiro falar mais em interferência do que em aquecimento. Vc tb leu mas não enxergou que pode sim existir um aquecimento atmosférico mais amplo do que local, mas são necessários vários outros parâmetros atmosféricos para podermos sim constatar um aumento do efeito estufa e não simplesmente através da temperatura e do CO2, como ingenuamente supõem eles. Eles não têm um entendimento ou conhecimento completo do assunto e, naquilo que têm, ainda proferem absurdos.
Quando a gente analisa as coisas à luz da ciência correta, a gente encontra sim responsabilidade de certas atividades humanas, mas não do jeito que dizem, pois o tal aquecimento global como dizem, entre outras coisas, não causa catástrofes climáticas, os ventos, por exemplo, diminuem. A questão é de outra maneira! Foi me deparando com alguns dos absurdos deles, que nem se pode chamar de científicos, que descobri e registrei o NOVO CICLO HIDROLÓGICO, através do qual fica fácil entender como se dá a interferência humana nos ciclos naturais. Por exemplo, em Brasília ou outro lugar seco, é comum as pessoas colocarem bacias com água no quarto para umidifcar o ambiente. Pronto, quem fez isso já mudou o clima daquele quarto! Lá fora é a mesma coisa, só que com mais detalhes e mais potência do ser humano através de sua industrialização e suas termelétricas, principalmente. Como resumo do novo ciclo, o ser humano está jogando mais e mais rapidamente água, calor, partículas e gases do chão para cima, então, com isso está formando mais nuvens, mais chuvas, maior efeito estufa e alterando os ciclos e as condições climáticas naturais daquelas que existiam sem a presença de certas atividades humanas. E o CO2 não tem a principal participação nesse processo, pois é o vapor d’água o principal gás de efeito estufa e de longe exerce maior influência do que a do CO2. Por exemplo, o vapor d’água é responsável por cerca de 94% da temperatura ambiente média, enquanto o CO2 é responsável por cerca de apenas 4%. Além disso, não há um aquecimento que seja global e os efeitos que relatei são variáveis de lugar pra lugar no planeta e podem não ser definitivos, pois tudo pode se modificar bem como há soluções.
E como saber onde há tais problemas? Para isso é preciso ter uma resposta cientifica e não como esses “p.... loca” que ficam apenas pegando dados empíricos do longínquo passado (na verdade, suposições!) e ainda achando (“achismos”) que tudo vai se repetir tal e qual e dizendo que tudo é global e homogêneo, sem provarem nada, absolutamente nada, apenas falam à toa e agem como adivinhos, sem base científica alguma. Por isso, criei o inédito método cientifico que é capaz de dizer se cada lugar do planeta está ou NÃO submetido ao chamado aquecimento global. É aplicando ciência que se encontra as verdadeiras respostas e não supondo coisas, como eles que querem descobrir em flutuantes números qual é a participação do Homem e qual a da natureza. Assim nunca vão encontrar a resposta, nunca vão a lugar algum, nunca vão chegar a um acordo, porque tais dados não revelam claramente princípio físico algum. E há suficientes dados tanto para um lado como para o outro.
Usando princípios, que valem sempre, também provo física e matematicamente que tornados e furacões NÃO são fenômenos naturais e sim produzidos por fontes de calor e de poluição de alta potência, como as termoelétricas, que aumentam os ventos, ou seja, são condições nada naturais bem como são locais ou regionais e não globais e, basta cessar essas fontes ou reprogramá-las, que os efeitos cessam. No meu blog explico mais sobre isso. Por isso e muito mais, credito a eles muita ignorância científica e não “conspiração” como alguns dizem, pois enquanto fizerem tudo errado a conspiração está descartada por questões de lógica, embora como consequência de suas incertezas e do poder da mídia, terceiros podem usar seus resultados política e economicamente.
Quer mais?? Sim, tenho muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito mais para esclarecer. Em caso de qualquer dúvida, por favor, não hesita em perguntar, mas sem presunção, por favor.



Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem              "- Professor, a Terra vai aquecer ou esfriar?"

Que fim do mundo???? Quando o prof Carlos Molion falou em fim do mundo??? E só para constar, ele mostrou dados que comprovam que o HOMEM NÃO INTERFERE na temperatura global, é ridículo imaginar que poderíamos fazer isso. Nós NÃO CONTROLAMOS a temperatura. Vai dizer que acredita no derretimento das calotas polares também????