Follow by Email

Translate

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Depoimento de uma senhora que teve sua casa completamente derrubada por violentos ventos no interior do RS, em 25/11/09: "...apareceu o vento, veio o ar quente e daí a casa foi toda destruída".
Este testemunho confirma que em furacões e tornados há a presença de ar (muito) quente, cujo calor não é de origem natural. Veja explicações nos artigos abaixo. 

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

MUITOS FURACÕES ACONTECERAM NO BRASIL

ERNANI SARTORI   Cientista

Não foi só um furacão que aconteceu no Brasil (o Catarina)! Pelo contrário, vários têm acontecido frequentemente no sul do Brasil, especialmente os do mês de novembro/2009 no RS, SC e PR, onde muitas casas foram destruídas, enormes árvores arrancadas, postes derrubados e até caminhões levantados e jogados longe. A mídia diz com a maior naturalidade que ventos com mais de 90-120 km/h que têm atingido aquelas regiões e causado prejuízos enormes são temporais. Temporais não causam tamanhos estragos e ventos com tais velocidades são considerados furacões, sim senhor! Pela escala dos ventos de Beaufort (a que é utilizada para determinar as categorias dos ventos), ventos com mais de 90-100 km/h são furacões, sim senhor!

Eu também calculei e temperaturas ambientes da ordem de 30 C geram ventos da ordem de 34 km/h (pequenas árvores com folhas são sacudidas), cuja velocidade não pode, então, causar tais destruições. Ou seja, todas minhas afirmações são coerentes bem como os meus cálculos baseados na termodinâmica que indicam que são necessárias temperaturas bem mais altas e fora do normal para causarem ventos tão violentos.

Dou cinco minutos pra plateia dizer quem é que tem capacidade de aquecer grandes partes da atmosfera a mais de 200 C que não sejam as termelétricas. Vamos, o tempo tá passando...

Isso que tem acontecido no sul do Brasil não tem nada a ver com o CO2 nem com o tal do aquecimento global e não adianta reclamar na COP-15 se o próprio governo continua a instalar termelétricas no Brasil. As causas desses tornados, furacões e enchentes são bem mais locais do que todos imaginam. Só reclama na COP-15 quem não conhece a física do problema e assim não entende o que está acontecendo. E são os mesmos que continuam aumentando a potência da termoeletricidade no Brasil. Parabéns, vocês também continuam aumentando a potência dos ventos, destruições e prejuízos! Acham que o ser humano não é capaz de aumentar os ventos, mas isso é mais fácil do que todos imaginam! É fácil demonstrar.