Follow by Email

Translate

segunda-feira, 23 de julho de 2012


Quando grupos ou governos de alguns países se rebelam contra os EUA e sua gangue invasora, estes rebeldes são chamados de terroristas pelos EUA, mas quando os EUA insuflam e armam grupos internos para derrubarem governos, estes terroristas são chamados de rebeldes. E o poder da mídia é violento. Na década de 1980 o governo dos EUA fez o povo estadunidense acreditar que Granada (!) iria invadir e destruir os EUA e, então, invadiu Granada, com interesses, claro. Não se deixem enganar. Hitler, antes de ser conhecido no mundo e era deputado, mandou botar fogo no parlamento alemão à noite, apareceu lá como quem não sabia de nada e imediatamente botou a culpa nos seus inimigos. Bush, como quem não sabia de nada sobre o 11 de setembro, imediatamente botou a culpa em árabes e invadiu países árabes, único lugar do mundo onde há lutas físicas contra os invasores imperialistas. Práticas políticas são copiadas. 
Não há nenhuma prova ou evidência científica de que o CO2 e o metano sejam causadores de um aquecimento global. A influência do CO2 na temperatura ambiente é da ordem de um a dois por cento e a do metano muitíssimo menor. Então, se o CO2 na atmosfera aumentasse muito, absurdamente, antes de tudo as pessoas teriam problemas de intoxicação e definhamento e não de aquecimento, como dizem. E a atmosfera não é hermética.  
Lembram da Biosfera II, aquela redoma de vidro hermética construída no deserto do Arizona para experiências de vida isolada e auto-suficiente? Pois bem, os 8 pesquisadores que lá conseguiram viver por um curto período se sentiram forçados a desistir da empreitada (que pretendia ser permanente) porque eles próprios, as plantas e os demais seres vivos da redoma definharam por acúmulo de CO2 em ambiente fechado.

O CO2 e o metano são gases submetidos aos mesmos critérios científicos aplicados aos outros para verificação de suas influências quanto a um aquecimento atmosférico. Não se deixem enganar por uma ciência errônea e pela violenta reprodução da mídia.