Follow by Email

Translate

quarta-feira, 21 de maio de 2014

MUDANÇAS NO CICLO DA ÁGUA
Eu disse que esta mensagem seria em relação à continuação da conversa que tive com o diretor de assuntos climáticos da NASA, mas, antes disso, vou falar sobre meu comentário abaixo (em inglês) que fiz no site de uma revista da turma deles (dos empíricos), “peitando” eles diretamente numa casa deles. 
Vou sintetizar a mensagem com os principais tópicos que esclarecem muito sobre os absurdos e insanidades da “ciência” da turma do chamado aquecimento global e mudanças climáticas. Essa gente não tem ciência nenhuma e a pouca que tem é errada, como demonstro neste blog, nO ARTIGO e abaixo em inglês, entre outros lugares. E desde o comecinho quando me interessei pelo assunto tenho demonstrado isso e de lá pra cá as minhas provas só têm se aprofundado e confirmado sempre mais a falta de ciência deles. 
Por exemplo, eles dizem que “o vapor d’água aumenta com o aquecimento atmosférico da Terra”, mas isto é completamente errado e absurdo! Ora, vapor d’água é massa e aquecimento não cria massa! E massa não cria massa! Se só a temperatura criasse vapor d’água, o Saara seria o lugar mais úmido do planeta! Só isso já demonstra claramente a tremenda falta de conhecimento teórico (direção correta) dessa turma que se mete a fazer previsões (adivinhações!) e baseadas em conceitos errados que mexem com os destinos da humanidade.
Eles também dizem que a evaporação aumenta com o aquecimento atmosférico. Mas, não entendem sobre os princípios da evaporação, só sabem fazer trabalhos empíricos sem conexão com a verdadeira teoria e, assim, quando precisam mostrar conhecimento teórico-chave sobre o assunto não conseguem, como demonstro no texto em inglês, por exemplo. Com o aumento da temperatura do ar para a mesma temperatura da água, a evaporação DIMINUI e isto está em qualquer equação para o cálculo da evaporação, só que está de forma indireta e então eles não alcançam e, por isso, fazem muitos erros absurdos nessa área também, a qual, inclusive, está no coração da questão das mudanças climáticas, mas eles nem sonham com isso.
Portanto, como calor não cria massa e eles dizem (sem saber) que temperatura cria massa (risível!) e atribuem tudo ao aquecimento provocado pelo suposto efeito estufa causado pelo CO2, está agora muito claro e fácil verificar e concluir que as mudanças no ciclo da água (ex.: muitas enchentes em vários lugares do planeta – se uma gota d’água for jogada para cima, uma gota volta e as indústrias, termelétricas e nucleares têm jogado muito mais do que uma gota d’água para cima e mais rápido do que os processos naturais conseguem), NÃO são, confirmadamente, causadas pelo CO2! São, isto sim, causadas conforme explico nO ARTIGO e através do Novo Ciclo Hidrológico descoberto por este autor. Se essa descoberta tivesse sido feita nos EUA, o autor já teria mudado o mundo e seria um deus.
Mas, percebe-se que eles não têm absolutamente nenhum interesse em corrigir algo ou os rumos, ao contrário, querem manter o ‘status quo’, a “religião”, os “dogmas” (pois ciência isso não é mesmo!) montados até agora. Eles querem continuar fazendo seus trabalhinhos que lhes rendem publicações, verbas, fama, interesses, poder, status, etc. Para isso basta fazerem qualquer pesquisa sobre qualquer coisa ou eventos (e aparecem centenas a todo instante) e relacioná-los ao CO2, mesmo que não haja nem provem tal relação científica ou esta seja completa e cientificamente errada (outro ex.: http://sartori-globalwarming.blogspot.com). Para eles, agora, não interessa mais encontrar o rumo certo e isso demonstra a frontal violação dos princípios e objetivos da verdadeira ciência. Para eles, quê importa se a essência da ciência deles é infundada e errada já que têm o comando do mundo na mão e qualquer coisa que jogam na mídia é repercutida? Quê importa isso se eles fazem adivinhações para 100 e agora até para 200 anos à frente? Se eles são tão bons em adivinhações, por quê não as fazem para daqui a um ano? A verdade é que eles começaram errados por causa de suas bases “científicas” erradas, continuam errados pelas mesmas bases, muita coisa mesmo não bate e agora não podem mais admitir que sua essência esteja errada, inclusive porque sua “ciência” também não lhes permite enxergar. E assim caminha a humanidade…


WATER-CYCLE CHANGES
Dear Editor,
Changes in the water cycle have been understood as consequences of a warmer atmosphere, with statements such as “water vapor increases as the Earth’s atmosphere warms”. However, the water vapor does not increase as the Earth’s atmosphere warms! Increase of temperature does not increase the mass of water in the atmosphere! Heat does not create mass! Mass does not create mass! A warmer air only has the capacity, the potential, for absorbing more water vapor, but this potential is used only if there is addition of mass of water. Even in a warmer condition, the atmosphere remains with the previous amount of water vapor if there isn’t direct addition of water vapor. This corresponds to the simplest psychrometric process called “sensible heating”, where the dry bulb temperature increases but since no moist is added the humidity does not increase. If the air temperature alone increased the water vapor, the Sahara would be the most humid place on the planet!
Such erroneous understanding has also led to the erroneous understanding that this potential of absorption corresponds to the evaporation capacity. Concepts such as “warmer air temperatures evaporate more water” have led to incorrect works, models, conclusions and decisions for the humanity. Among many other things (described in Sartori 1996; 2012), the evaporation depends on the gradient Pw – Pa and the relevant fact is that pressures depend on temperatures and thus the evaporation depends on tw – ta, which means that if ta increases for a same tw, the evaporation decreases. And the water has a thermal inertia 4.2 times greater than the air, and then the air temperature fluctuates more than the water temperature. Therefore, for a considered increase in air temperature the evaporation decreases. This is also shown in Sartori (1996) where we can see that for a same water temperature even with a relatively higher wind velocity, a higher air temperature produces an evaporation lower than that for a lower air temperature. High air temperatures have a strong power in reducing the evaporation, and this factor together with the greenhouse effect created by covering an open evaporator with glass or by covering the atmosphere with clouds also explains why the evaporation has decreased in the last times. Moreover, in the last 50 years the evaporation has decreased while the precipitation has increased which apparent inconsistency together with such incorrect concepts led to the erroneous “evaporation paradox” and its non-sense “solutions” by Brutsaert-Parlange (1998) and by Roderick-Farquhar (2002), for example. Such absurd works led to the present author’s discovery of the New Hydrological Cycle (Sartori 2012).
Therefore, changes in the water cycle are not due to the supposed greenhouse effect or warming by the CO2, but according to direct additions of water vapor, aerosols and heat by certain human activities, as demonstrated in Sartori (2012) and in future works.

  
Sartori E. (1996). Solar Still versus Solar Evaporator: A Comparative Study between their Thermal Behaviors. Solar Energy, V. 56, No. 2.
Sartori E. (2012). The Physical Principles Elucidate Numerous Atmospheric Behaviors and Human-Induced Climatic Consequences. Open J. of Applied Sciences, V. 2, No. 4.